Adicionar o site na sua página inicial - Internet Explorer!










Dicas do Chile - Pucón / Vulcão Villarrica / Santiago / Chile Tips / Chile Conseils / Consejos de Chile



Foto do satélite - Vulcão Villarrica
satelitevillarrica






Dicas de Pucón - Vulcão Villarrica










Mundi - Compare Preços de Passagens Aéreas e Hoteis

Pesquise Preços



 




Fotografias de paisagens / Fotos do mundo






 O Vulcão Villarrica é um dos passeios imperdíveis da região sul chilena.



Como ir ao Vulcão Villarrica:

Embora o vulcão esteja próximo a cidade de Villarica, é na realidade a cidade de Pucón que a maioria dos turistas vão. Pucón é mais próxima do vulcão e onde encontra-se grande parte das agências com guias especializados.



Como chegar a Pucón:
 


a) Ônibus:
 

Santiago
- 10h30min de viagem.

San Martín de Los Andes (Argentina – próximo a Bariloche) – 5 horas de viagem
Bariloche (via a cidade de Osorno) – 4h30min horas de viagem.


b) Avião:
 

Pode ser feito através da cidade de Temuco (122km) ou Puerto Montt (337 km) - ambas cidades do Chile.

De avião, o aeroporto de Temuco fica aproximadamente uma hora a capital, Santiago. 
De Temuco para Pucón há ônibus diários. A viagem leva cerca de duas horas e a passagem custa entre USS 4 e USS 7.

OBS:
Pucón  fica aproximadamente 960Km (de carro) e 664Km (em linha reta) de dintância em relação a Santiago do Chile. Em relação a Bariloche, Pucón fica bem mais perto: 355Km de carro e 216Km (em linha reta).
  
  Vulcão Villarrica é a principal atração do parque de Pucón. Ainda em atividade, tem 2.847m de altura e um pico coberto de neve. 0 primeiro nome com o qual o Viliarrica foi batizado pelos índios mapuches que habitavam a área foi Rucapilián, que significa "casa do demónio". Vendo a fumaça que sai diariamente da cratera do vulcão, e imaginando os estragos que deveria causar nos seus dias de fúria, o nome parece realmente apropriado. Sua maior erupção aconteceu em 1971, quando 30 milhões de metros cúbicos de lava incandescente deixaram um rastro de 4 quilómetros em sua cratera.
 
  Subida ao Vulcão Vilarrica - Atividade de montanhismo imperdível, porque há neve eterna no cume, ou seja, sempre é possível a subida com neve. Com os seus 2.847m,  não causa o mal da montanha que começa a aparecer a partir dos 4 mil metros de altitude.  Porém, no verão, os turistas necessitam de paciência, pois a instabilidade de tempo e as chuvas podem fazer com que os grupos esperem por dias até poder subir. É recomendável procurar as agências especializadas locais para a atividade ou pelo menos a associação de guias de montanha do Chile, que tem sede na cidade de Pucón. Não tenho muita recomendação para fazer sobre as agências que exploram o local, sugiro que se pesquise muito, e não se contrate apenas pelo preço, mas também pelos equipamentos fornecidos, quantidade de guias e etc. Não vale a pena arriscar a vida por 10 ou 20 dólares de economia. Há muitas empresas de turismo que operam durante praticamente o ano todo. O preço médio cobrado pelas agências é de 70 dólares (em 2008), porém algumas cobram mais, outras menos. Procurar e pechinchar pode ser uma boa solução. Também é bom pedir para verificar o equipamento que a empresa irá oferecer para o cliente, pois pode esfriar bastante lá em cima, e com roupas molhadas do contato com a neve, a atividade pode acabar não sendo tão prazerosa.



Dica importante:

Muitas pessoas não conseguem completar o percurso até a cratera do vulcão pelo uso inadequado de roupa.  Não use de maneira alguma casacos de lã, você irá suar muito na subida e consequentemente terá um desgaste físico imenso. 
É indispensável o uso de roupa térmica  - tanto a de contato com a pele como o casaco também!
Outro acessório muito importante é o uso de óculos escuro ou os apropriados para local com neve. O reflexo da luz do sol na neve causa grave lesões na retina dos olhos.
 

  Todas as empresas partem as 7 da manhã de Pucón. Os equipamentos são distribuídos ainda na cidade, e depois os clientes são
transportados em vans ou micro-onibus até a base do vulcão, após algumas recomendações são feitas, parte-se para a caminhada.

  É necessário ter todos os equipamentos para a ascensão, como crampons, piolet, e roupa para gelo.
  Aliás, a minha maior recomendação é para que se tome muito cuidado durante a subida, pois apesar de fácil, o gelo pode ser traiçoeiro.


  Sua caminhada ao topo é fácil e a pendente é de baixa inclinação, raramente superando os 30º, em um gelo de excelente qualidade. Porém, sempre lembre que mesmo sob as melhores condições, você estará caminhando sobre um terreno muito diferente do habitual, e qualquer deslize pode se transformar em tragédia.

Sua escalada e descida levam em torno de 8 horas, sendo que este tempo pode variar muito, conforme o preparo físico da pessoa. 
 
  Na base é possível poupar cerca de uma hora de caminhada subindo com o "andarivel", (aquelas cadeirinhas que levam esquiadores mais ao alto), e este serviço custa cerca de 10 dólares (em 2008).

  Para os "pão duros", ou aqueles que gostam de caminhar, é possível seguir a pé mesmo. Este trecho é feito em morainas, não é tecnicamente difícil, porém para aqueles que não estejam ambientados, pode ser a diferença entre chegar ao topo da montanha ou não. Na dúvida, utilize o andarivel!

  A camnhada prossegue mais um pouco até chegar à base do glaciar. 

  A primeira parte do glaciar possui uma inclinação razoável, de cerca de 40º, que é vencida com muitas curvas de nível. Porém, como muitas pessoas sobem o vulcão diariamente, acaba formando um caminho e os guias acabam desobrigando as pessoas a não utilizarem seus crampons. Eu achei um método perigoso, porque um passo em falso, pode resultar em acidente. Quando falei isso a um guia, este justificou o risco pelo motivo de que as pessoas não sabem cramponar, o que acaba gerando um risco maior de acidentes com o próprio crampon (é muito comum as pessoas que não possuem técnica com este equipamento se ferirem, raspando os crampons nas pernas ou pisando sobre seus próprios pés).
 
  Depois desse primeiro lance do glaciar, a subida fica mais tranquila até o trecho final, onde existe uma rampa mais acentuada no gelo, e alguns trechos em rocha muito ruins, soltas e perigosas. O uso do capacete é essencial!

  Após 4 horas chega-se ao cume e a cratera do vulcão. O local completamente diferente de tudo que já havia visto! A coloração é amarelada, graças ao enxofre que se acumula na borda.
 
  No inverno o Vulcão Villarica também é muito utilizado para a prática do esqui, possuindo boa infraestrutura!


Previsão do tempo em Pucón com horário inicial do nascer e pôr do sol





Clicar: Fotos do Vulcão Villarrica






Parque Nacional Torres del Paine


O Parque Nacional Torres del Paine está localizado na Região de Magalhães ao sul da Patagónia chilena. É considerado um dos parques mais impressionantes do sul do Chile, e um dos lugares prediletos dos amantes da natureza.
Tem uma área de aproximadamente 242.000 hectares, na qual se encontra a cadeia montanhosa Del Paine, com as mundialmente famosas Torres del Paine. Lagos, rios, cascatas e glaciares estão em perfeita harmonia no parque. 

Com baixíssimas temperaturas e vento muito forte (aproximadamente 100km/hora) e uma chuva intensa de granizo, foi muito difícil eu conhecer a região, porém consegui registrar algumas fotos!


Previsão do tempo em Torres del Paine com horário inicial do nascer e pôr do sol e velocidade do vento



 
Clicar: Fotos do Parque Nacional Torres del Paine








Dicas de Santiago






Site: Dois fatos que me chamaram a atenção em Santiago do Chile: A honestidade do comerciante, fornecendo nota fiscal para qualquer compra, como chicletes,... e a integridade da polícia. Lembro de países de primeiro mundo como a Alemanha.



Um amigo também viajou para Santiago e tem dicas preciosas de sua viagem. Fiz no seu comentário alguns acréscimos que achei interessante. Segue abaixo o texto na íntergra descrito por ele - qualquer dúvida, para maiores esclarecimentos, ele autorizou a divulgação do seu e-mail: sampaio1000@hotmail.com




Vulcão perto de Santiago



 
No leste da cidade está a chamada Serra de Ramón, uma cadeia montanhosa formada pela Pré-Cordilheira, alcançando 3296 metros de altitude. Com mais 20 km  ao leste, se encontra a Cordilheira dos Andes, com suas cadeias de montanhas e vulcões, muitos dos quais superam os 6000 m, onde se mantém alguns glaciares. O mais alto é o vulcão Tupungato, com 6570 m, localizado perto do vulcão Tupungatito, com 5900 m de altitude . Ao sudeste da capital, no entanto, se localizam o vulcão San José (5856 m) e o Maipo, com 5323 m.  O Tupungatito, San José e o Maipo são vulcões ativos.




Previsão do tempo em Santiago do Chile










Clicar: Fotos de Santiago do Chile



AEROPORTO:

O Aeroporto de Santiago é a principal entrada do Chile. O tempo de viagem até o centro da cidade ficou bastante reduzido com a construção da via Costanera Norte.


TRANSPORTES:

O transporte público de Santiago é digno de primeiro mundo. O metrô é muito bom, limpo, barato e atende praticamente toda a cidade.
Os ônibus são modernos e não ficam lotados. 
Um táxi cobra em torno de $15.000/R$ 50,00 até o Centro ou Providencia. 
Dicas do site: O ideal é combinar com o motorista de táxi um preço fechado para o seu destino, como acontece em várias cidades do mundo, para evitar tours desnecessários...
Outra alternativa é o Tur-Bus, com venda de bilhetes num quiosque logo depois da alfândega. Custa $4.800/R$ 16,00 numa mini-van até a porta do hotel, com saída a cada 15 minutos, ou $1.300/R$ 5,00 de ônibus até a estação do Tur-Bus, integrada com o metrô.
Outra companhia que opera mini-vans é a Transvip, com quiosque depois da alfândega, onde se pegam as malas.
Pode-se ainda pegar o ônibus Centropuerto, que custa cerca de $1.000/R$ 3,00 e deixa você na linha 1 do metrô.




O METRÔ

O metrô possui dois preços: um para o horário de pico e um para o restante do dia. No horário de pico (seg-sex 7h-8h59 e 18h-19h59), a passagem custa 420 pesos (R$ 1,40). Nos demais horários, o preço cai para 380 pesos (R$ 1,25). Mas, acredite, vc utilizará muito pouco o metrô. O melhor é mesmo explorar a capital a pé.
Algumas estações possuem internet sem fio grátis!! 
Se for ficar na cidade por alguns dias, compre um cartão eletrônico em qualquer estação do metrô; custa $1.200/R$ 4,00 com recarga mínima de $800/R$ 3,00. É válido tanto nos ônibus como no metrô, com integração grátis entre eles num período de 2h.

O Metrô de Santiago é rápido e eficiente; a rede possui 5 linhas e muitas estações expõem obras de arte. Funciona das 6h às 23h. Depois disso, linhas de ônibus fazem o mesmo trajeto. 
Dicas do site: O metrô chega de minuto a minuto nas estações, porém é impressionante, estão sempre cheios em qualquer hora do dia. Evite pegar o metrô nos horários mais críticos, o ideal é entre 10:00H e 15:30H.

Dicas do site: Quem vai a Santiago do Chile é interessante levar o mapa do metrô impresso, clicar no link: Mapa do metrô de Santiago do Chile
 



ÔNIBUS:

Os Ônibus são modernos e funcionam ininterruptamente. Só aceitam cartão magnético. 


SEGURANÇA E HOSPITALIDADE:

Não se preocupe com segurança ! Santiago é muito segura! Melhor que qualquer cidade brasileira.
Não há assaltos como aqui, sequestros, terrorismo, nada disso. Vc pode andar com segurança pelas ruas, inclusive à noite. Só tome os cuidados básicos de não deixar os pertences muito expostos, principalmente em lugares com muita aglomeração de pessoas, como no metrô. Osmãos-leves” estão em todo o mundo.
Fora isso, não se preocupe com nada. Santiago é tranquila, segura e os chilenos são muito simpáticos, prestativos e honestos. Só são um pouco atrapalhados, mas muito honestos.


ALIMENTAÇÃO:

Com relação à comida, como todo os restaurantes turísticos em boa parte do mundo, é cara em geral. Você encontrará vários restaurantes de boa qualidade, que não são os considerados turísticos, com bom preço mesmo sendo no bairro Providência, o melhor de Santiago.
Carne vermelha (só se vc quiser pagar muito). Vc encontrará muito frango (pollo) pra comer. Em todo lugar vai ter frango à vontade, mas carne mesmo, paga-se muito !!!. E também não é comum vir muitos acompanhamentos. Em geral é pollo com salada ou pollo com arroz ou pollo com batata e por aí vai. Variedade é um problema lá. Lembrando que se vc gostar de peixe se prepare pois vc vai comer muito lá.
Se vc preferir fast-foods, tem bastante McDonald’s, Burger King e KFC. - todos são metade do preço do Brasil!

Dicas do site: Se você começar a adoçar o seu suco ou café com vários saquinhos de açucar e o paladar não mudar, não se assuste, não é peguadinhaJ (achei muito estranho, fui descobrir que o açucar do Chile é proveniente da beterraba).


RESTAURANTES:

Caso queira conhecer um restaurante típico, uma dica é o restaurante Bali Hai, que possui shows de danças típicas da Ilha de Páscoa.

As apresentações acontecem durante toda a noite. Reserve com antecedência e prepare-se para gastar cerca de R$ 70,00 por pessoa. O restaurante não fica muito perto do metrô. A estação mais próxima é a Escuela Militar, mas a 30 minutos de caminhada. Pegue um táxi na estação que fica baratinho.
Para o dia-a-dia, uma dica é o ShopDog, um restaurante que tem em todo canto e é baratinho, arrumadinho e com uma comida boa e leve. Os sucos de Framboesa e Chirimóia são espetaculares!
Existem alguns mais simples nos meios da maioria sofisticados, Entre nesses mais simples servem o prato do dia, e muito farto. O prato do dia sai, geralmente, por 1.300 pesos, R$ 5,50 reais e tem a salada (alface), um ou dois paezinhos, um molho de pimenta e um prato com carne e batata, ou arroz.
Perto da Escuela Bellavista tem uns quatro restaurantes desses. A escola fica no bairro Providência, que é muito bonito.
Um dos pratos típicos, chama-se porotos com maiz,que é uma espécie de sopa de milho moído com feijões claros e pedacinhos de frango. também a cazuela trata-se de um prato que é uma mistura de pedaços de frango com legumes, batata e abóbora, alcaparras e vários temperos, junto ao arroz.
A um boteco perto do Museu Pré-Colombiano, chamado El Rápido, a especialidade são os pastéis, eles chamam de empanadas.

Também se pode comer no mercado central, nesse mercado existem uns restaurantes tradicionais, mais cuidados ha. vários muito chiques e podem diminuir seu dinheiro, então fiquem atentos nesse mercado .Para quem gosta de peixes e frutos do mar, aproveite para almoçar por lá. Dentro do mercado, vc será “atacado” pelos garçons dos pequenos restaurantes. Todos vão lutar com unhas e dentes por vc.

Nos mercados, o Verga Chica e o Verga Central, pode se experimentar as típicas frutas chilenas, tipo os damascos, uvas, cerejas, chirimóia, pêssegos.

Restaurante giratório além de uma boa comida com um bom preço , vc tem a melhor vista de Santiago (de dia as Cordilheiras e a noite as luzes da cidade, vc escolhe). Lá, literalmente girando vc terá uma vista de 360 graus de Santiago. Como se não bastasse isto, não é caro, o almoço executivo (8500 pesos) é servido no esquema europeu com 3 pratos e o vinho servem bem mais do que o prometido no cardápio.

Como chegar: Descer na estação los leones e tomar a saída a esquerda do metro (direção avenida providencia), saindo nesta saída já vai ver a placa do giratório a direita da saída. Reservar umas horas antes. Provar o lomo a lo pobre, que é um filé de carne com ovos e batatas fritas. Aprovado!
. Outra dica o famoso cachorro-quente chileno com pasta de abacate. acompanhado da famosa pisco sour no Patio Bellavista.

Nas ruas próximas à base do teleférico, Aproveite a passagem pelo bairro e vá até a famosa Avenida Suécia que parece estar meio decadente. Almoçar barato é por ali, apesar da existência de muitos restaurantes caros tbem.
Aproveite, depois das refeições, para comer o famoso sorvete chileno da sorveteria Bravíssimo – que exagero! O menor sorvete que tem por lá é gigante! Legal mesmo são as diversas misturas que fazem com os sorvetes, coberturas, frutas e outras combinações esquisitas. Vale a pena experimentar.

Dicas do site: Existem várias sorveterias bravíssimo espalhadas por toda a cidade de Santiago e Viña del Mar.
Quem desejar localizar o mais próximo, acesse o site da sorveteria:
http://www.bravissimo.cl
Outra dica interessante: se você comprar para viajem ( eles chamam "para levar" ) o preço sai praticamente pela metade. No caso do sundae, ele é colocado em um copo plático com tamanho idêntico ao do vidro servido na mesa. Muitos chilenos compram para viagem e consomem na própria mesa da sorveteria - a casa não coloca nenhum tipo de restrição.

Outros restaurantes:

• Anakena (Restaurante), Avenida Presidente Kennedy 4601, Las Condes, Chilena/ Internacional. O melhor dos restaurantes, este estabelecimento tem brilhante atendimento, é espaçoso e serve alguns dos alimentos mais finos de Santiago. Oferece também uma maneira original de requisitar seu alimento: como um mercado, onde você escolhe que parte de peixes ou de carne você quer e diz então ao chef como você o quer preparado.
• Aqui Está Coco La Concepción 236, Providencia, Chilena/ Internacional. Os melhores peixes e mariscos em Santiago são servidos aqui confortavelmente, e com uma decoração náutica. Pergunte ao seu garçom o que é o melhor de cada dia. Este é um lugar bom para experimenta os machas famosos do Chile, servidos aqui à parmegiana. Reserve para o fim de semana.
• Balthazar, Avenida las Condes 10690, Chilena/ Internacional
• La Jaula Dorada, Parque O´Higgins Loc. 15 , Chilena/ Internacional
• Munchen, El Bosque Norte #0204 , Alemã e Internacional 


Logo ali por perto, está também à famosa esquina das ruas Paris e Londres. São duas ruazinhas muito simpáticas que proporcionam fotos muito bonitas pelo estilo europeu dos prédios.
Seguindo para oeste pela Av. Bernardo O’Higgins (conhecida como Alameda), vc passará pela igreja de S. Francisco, a mais antiga de Santiago, e chegará no Cerro Santa Lucía. É um morro onde vc pode subir e ter uma vista panorâmica de Santiago.
Mas vista panorâmica pra valer vc terá no outro Cerro o San Cristóbal. Parte de um complexo de parques, zoológico e outras atrações. O Cerro tem 300 metros de altura e proporciona uma vista de toda a cidade, além de uma bela visão dos Andes. Entretanto, vai ser difícil vc conseguir uma vista total. Isso porque Santiago costuma ficar coberta por uma camada de smog (poluição + névoa). Muito comum em Santiago, o smog não se dissipa, pois a cidade está cercada por montanhas muito altas. Mas vale a pena conhecer. Vc pode subir no morro a pé, de teleférico ou de bondinho. O ticket é baratinho (800 pesos, se não me engano).

Conhecer Las Condes, um bairro mais moderno (centro financeiro da cidade) e descobrir detalhes que não estão nos roteiros.
Museus: não abrem as segundas feiras e a maioria dos bares tbém. O comercio abre às 10 horas

Outros lugares: Igreja de San Francisco, entre a Rua San Francisco e a Rua Londres. Estação Universidade de Chile ou Santa Lucia/Linha 1/Vermelha. A mais antiga igreja de Santiago abriga a imagem da Virgem Maria, trazida do Peru para o Chile no início do século XVI pelo explorador Pedro de Valdivia, integrante da primeira expedição espanhola à região.
Planetarium, Avenida O'Higgins, 3349, Estação de Metrô: Los Heroes. O local apresenta ótimas palestras e filmes sobre astronomia, sendo indicado para crianças. 

Catedral, Em frente a Plaza de Armas, Estação Universidade de Chile. Aberto de 7h às 19h. Suas principais atrações são as estátuas de madeira de São Francisco Xavier esculpida no período colonial, e o Museu de Arte Sacra. 

Palácio de la Moneda , Plaza de la Liberdad, Estação Moneda/Linha 1/Vermelha. Sede do governo chileno, foi construída em 1805. Uma de suas atrações é a Troca da Guarda Presidencial, cerimônia realizada de 2ªfeira a sábado.
Mercado Central, esquina das ruas 21 de Mayo e San Pablo. Estação Cal y Canto/Linha 2/Amarela. Aberto de 7h a 20h. Totalmente reconstruído o local é bastante frequentado por habitantes locais, para quem quer entrar na rotina desta cidade é perfeito. 

Cerro Santa Lucia , Diariamente de 8h às 21h. Estação Universidade Católica/Linha 1/Vermelha. O parque é famoso pela gigantesca formação rochosa que se eleva a 70m de altura, de onde se tem, uma bela vista de toda a capital chilena. Várias estátuas que homenageiam personagens históricos foram colocadas no local.

Parque O'Higgins , Diariamente de 8h às 19h. Estação Parque O'Higgins/Linha 2/Amarela. Uma diversificada área de lazer, localizada a cerca de dez quarteirões ao sul da Alameda. O lugar dispõe de um pequeno lago, playground, quadras de tennis, piscinas, palco para espetáculos de música e dança, pista de patinação no gelo (somente no inverno), clube hípico, restaurantes e lojas, além de um aquário com diversas espécies de peixes e outros animais marinhos e um museu de insetos e conchas.

Parque Balmaceda , fica a leste da Plaza Baquedano, ao longo do Rio Mapocho. Estação Baquedano/Linha 1 e Linha 5/Verde. Provavelmente, a mais bela praça de toda a capital chilena. Este parque é ótimo para caminhadas e passeios tranquilos.















PONTOS TURÍSTICOS (PASSEIOS):

Centro Santiago e arredores:

Começamos caminhando pelo centro e descobrindo a cidade. Muitos prédios antigos deixam o centro com uma carinha de Europa. Siga pela Paseo Ahumada, você chegará à famosa Plaza de Armas:

Lá vc pode visitar o prédio central dos Correios, onde existe um pequeno museu gratuito. Visite também a Catedral Metropolitana, a maior e mais importante de Santiago. O Chile é um país muito católico e lá vc verá muitas igrejas.
A um quarteirão dali, visite o Museo Pré-Colombiano. Uma dica: aos domingos, o museu é grátis!
Seguindo para Noroeste por mais dois ou três quarteirões, você chegará ao Rio Mapocho. Ali estarão também à estação Mapocho (uma antiga estação de trem que agora é um centro cultural) e o famoso Mercado Municipal. Para quem gosta de peixes e frutos do mar, aproveite para almoçar por lá. Dentro do mercado, vc será “atacado” pelos garçons dos pequenos restaurantes. Todos vão lutar com unhas e dentes por vc.
Saindo do mercado, vc terá uma bela visão dos Andes. Muito próxima da cidade, Atravessando o rio, vc chegará à parte feia da cidade, o bairro Patronato. Lá existe um outro mercado e muitas lojas de roupas baratas, mas nem todas são de qualidade. Tem que procurar bastante, mas dá pra achar umas pechinchas inacreditáveis! Compramos malhas de qualidade por R$ 10,00!
De volta ao centro, não deixe de conhecer o Palácio de La Moneda. É a sede do governo do Chile. É um belo edifício, tanto na frente quanto nos fundos. Lá, dia sim dia não, ocorre a troca de guardas. Vc também pode visitar o interior do palácio, mas esteja com seu RG ou Passaporte.

Parque Metropolitano , aberto de 10h às 20h. É o maior e mais interessante parque de Santiago. Nele está o Monte São Cristóbal, com 300 m de altura, em cujo topo se destaca a imensa estátua da Virgem Maria. Um teleférico leva os visitantes até o alto do monte. O parque abriga ainda a Casa de la Cultura, com espetáculos musicais gratuitos todos os domingos


Museo Histórico Nacional 

Museo Chileno de Arte Pré-Colombiana , Bandeira, 361. Estação Universidade de Chile. Aberto de 3ª a Domingo de 10h às 18h. O museu exibe objetos e utensílios das civilizações pré-colombianas dos Andes e da América Central. 

La Chascona, Márquez de lá Pata, 192. Estação Baquedano. Aberto somente para visitas guiadas e pré-agendadas de 3ª a Domingo de 10h às 13h e de 15h às 18h. O lugar, sede da fundação Pablo Neruda, foi a residência do famoso poeta chileno. Conta a história de um dos mais importantes autores literários da América Latina.
Museo de Belas Artes, Parque Florestal, s/nº, tel. 56-2 633-4472. Estação Belas Artes/Linha 5/Verde. De 3ª a dom., das 10h às 18h50. 

Vá ao Cerro San Cristóbal e suba até o topo de funicular e desça de teleférico, Plaza de Armas, Catedral de Santiago, museo Precolonial, Mercado Central, Cerro Santa Lucia, Casa de La Moneda, La Chascona (casa de Pablo Neruda) e a alguma Viña.
Também é possível ir e voltar no mesmo dia para o litoral: Viña del Mar e Valparaiso. Como sugestão, saindo da rodoviária no metro Universidade de Chile: 

Valparaíso e Viña de Mar:

Conhecer o restaurante Dom vitorino !!!!
Se estiver cansado e com receio de andar muito, combine já em Santiago um tour para Valparaíso e Viña del Mar, que pode sair o mesmo valor que pedem em Valparaíso (15.000 pesos/pessoa/R$ 50,00), mas já incluindo a viagem de Santiago para Valparaíso melhor opção !!!!

Tem ônibus de 15 em 15 minutos saindo da estação Central (interligação metro-ônibus) e da estação Universidade de Santiago (interligação metro-onibus).Viação tur bus e pluma. Preço: 4 mil pesos para ir e 4 mil para voltar. Se comprar ida e volta sai 6 mil pesos. A volta fica livre, ou seja, sem restrição de horário. 
Descendo na rodoviária da para percorrer Valparaíso a pé ( na estação rodoviária te oferecem um tour por Valparaíso e Viña del Mar de 10 a 15 mil pesos pode pegar !!!!). De Valparaíso para Viña del mar é muito fácil e econômico: tem metro e ônibus a todo o momento que passa próximo da avenida beira mar.
 Pessoas tentaram conhecer tudo por conta própria. Realmente tentaram, mas não conseguiram. Andaram por perto da rodoviária e em volta do gigantesco Congresso Nacional, mas acharam a cidade, em uma primeira impressão, pobre e com muitas pessoas estranhas. Assim, resolveram pegar um tour para conhecer tudo na própria rodoviária.
Há vários funiculares (elevadores que sobre os morros na diagonal - bondinhos), um pequeno centro histórico e o porto.
Viña del Mar onde há um antigo porto onde se encontram alguns restaurantes, há também uma feira de artesanato e a cidade possui uma boa área urbanizada. 
Não podemos deixar de conhecer a praia de Reñaca, ao norte de Viña del Mar.Não esquecer de levar agasalhos, pois, mesmo que em Santiago esteja calor, há uma corrente costeira que deixa o clima das praias muito frias e com vento gelado. Atreva-se a colocar os pés no gelado Pacífico. 




Clicar: Fotos de Viña del Mar



Clicar: Fotos de Valparaíso





Vinículas:

UNDURRAGA -
 Muito fácil ,rápido e confortável. Descer na estação Central do metro e pegar a linha rural 10 para EL MONTE( sai de 15 em 15 minutos). . Todos vão até lá, mas o mais rápido é o q vai pelo autopista. Duração: + ou – 35 minutos. Preço: 1700 pesos ida e volta. Pede para o motorista q vc quer descer na frente da vinícola. Melhor agendar antes. Preço do Tour: 7 mil pesos. A vinícola é muito bonita e vc leva de brinde as taças.


CONCHA Y TORO -
Degustação de vinho. A vinícola Concha y Toro, uma das maiores produtoras de vinhos do país, tem uma moderna sala de degustação e também uma loja de suvenir.

As visitas podem ser monitoradas em inglês ou espanhol e agendadas por e-mail No centro de informação turística da Avenida Providencia eles dão um panfleto promocional com desconto na tarifa de entrada. Ao final da visita eles te presenteiam com o copo usado na degustação.


Neve:

Valle Nevado: 

No coração da região dos Andes, bem perto da cidade de Santiago, esta a maior estação de esqui de América do Sul e provavelmente a mais moderna da Patagônia. Seu nome é sinônimo de esqui: Valle Nevado está 3.205 metros sobre o nível do mar, isso garante a neve em qualquer inverno que optemos para realizar nosso esporte favorito. 

Visitado por esquiadores de todo o mundo, Valle Nevado tem um comprimento de 9.000 hectares de superfície “esquiable”, distribuídas em 37 quilômetros de pistas de diferentes graus de dificuldade. Aberto todo o ano, este resort de montanha foi inaugurado no ano 1988 e forma, com todos os centros de El Colorado e La Parva, a região mais conhecida como “Os três vales dos Andes”, com 10.700 hectares de terreno “esquiable” e 107 quilômetros de pistas, entre os três. 

Neve em pó de máxima pureza, 34 pistas e pendentes preparadas com um desnível que alcança os 810 metros e terminam nos maravilhosos prados Andinos e áreas fora de pista.

Valle Nevado é o ideal para esquiar, praticar snowboard, heli-esqui, ou fora de pista e realizar atividades como atletismo e safáris de esqui, que permitem ao visitante diversão de uma maneira diferente e também desde outra perspectiva, caminhando ou voando.

Para os snowboarders, o snowboard park de Valle Nevado, de 100 metros de longitude e de 50 de largura, oferece duas pistas especiais: half pipe e border cross, junto ao teleférico La Escondida. Desde o ano 2003, Valle Nevado é a sede da copa do mundo FIS de Snowboard, única estação esportiva escolhida na América do Sul.

Batizado “El dorado” dos esportes brancos, também é elogiado por sua infra-estrutura hoteleira e sua gastronomia. Qualidade, serviço bom e hospitalidade chilena distinguem seus hotéis e restaurantes, o fitness center e os espetáculos que se organizam na temporada, que prometem umas férias de inverno inesquecíveis.







DICAS ÚTEIS:

Só 46 quilômetros dividem Valle Nevado de Santiago, pela estrada asfaltada de Farallones que percorre 32 quilômetros até o desvio para Valle Nevado. Desde este ponto são 14 quilômetros para chegar ao centro invernal. No inverno, o trânsito de 8 a 14 h é exclusivamente de subida, e de 14h até as 20h é só para descida. O uso de correntes nos pneus é obrigatório nos caminhos montanhosos. 

Temporada: começa o 17 de junho até o 9 de outubro. Temporada alta desde o 8 de julho até 28 de julho.

Atividades: Esqui, snowboard, heli-esqui, asa delta, helisurf, moto de neve, e caminhadas. 

Serviços: Alojamento, gastronomia, entretenimentos, transporte.

Conseguir uma indicação do hotel para esquiar é bom !!!! e logo bem cedo seguir o caminho o até o valle. Já na Cordilheira dos Andes, a subida é um pouco pesada com voltas e mais voltas em uma estrada de terra em que é difícil passar um carro ao lado do outro.Conforme o micro-ônibus subia, mais neve aparecia na estrada. Havia horas em que a neve cortada pela estrada chegava a ter a altura do micro-ônibus. Muita neve, morros, buracos e uma paisagem magnífica! Já estava encantado antes mesmo de chegar à estação, onde chegamos depois de quase 1h30 de estrada..
Aprender snowboard é mais difícil do que aprender esqui e as quedas são bem piores. melhor fazer o esqui. Com dois dias de prática já da para esquiar na boa – segundo dicas de quem já esquiou bastante – e no terceiro seria só para desfrutar do esporte. Isso se encaixa nas expectativas de esquiar três vezes.
Optem por comprar o ticket de entrada com a aula coletiva, ajuda bastante. Porém, vale mais a pena comprar uma aula individual para quem tem pouco tempo, pressa para aprender e dinheiro para gastar. São duas aulas de duas horas R$100,00 cada aula.
Ahhhhh não se esqueça de levar água e alguns sanduíches se vc não tiver grana heheheheh !!!!!! é uma fortuna beber e comer lá...


El Colorado:
 

É um lugar especial da cordilheira, pela sua beleza e por estar perto da capital transandina. O Colorado é a estação de inverno mais famosa entre os chilenos, e provavelmente a mais antiga. Nos anos 30 quando o esporte começou a ser difundido e praticado, foi na Villa Farallones a estréia dos primeiros esquies, que eram de madeira e vieram da Suíça.
El Colorado recebe abundantes nevadas para brindar os esquiadores com múltiplas oportunidades de desfrutar a estação.
Farallones é a interseção de dos povoados, e esta na região metropolitana, pertinho, a 39 kilometros, da capital Santiago de Chile e junto com La Parva e Valle Nevado, são a maior superfície para esquiar da América do Sul.

Tem altura máxima de 3.333 metros sobre o nível do mar, um desnível de 903 metros e 1.000 hectares aptos para prática do esporte. Durante a temporada de inverno, recebe rápidas e abundantes nevadas, com uma média anual de 5 metros. O Colorado também possuí um sistema que lhes permite produzir neve artificial, para poder garantir as boas condições de esqui durante a temporada. As 22 pistas da estação, que você acede através dos seus 18 meios de elevação, permitem desfrutar do esqui e do snowboard ao máximo, além das possibilidades fora de pistas tanto para os novatos como também para os mais experientes.

Na villa de Farallones, a mais antiga e tradicional, esta O Colorado que possuí uma moderna e interessante infra-estrutura hoteleira e gastronômica, entre as que destacamos o apart hotel Colorado e Posada de Farelones, o primeiro hotel do lugar. 



DICAS ÚTEIS:

Como chegar: A 39 km da conhecida capital Santiago do Chile, O Colorado-Farallones limita ao este com o Valle Nevado e ao oeste com La Parva.

Distintas companhias aéreas fazem vôos regulares até a capital chilena. Desde daí você pode tomar os diferentes transfers diários direto até a estação de inverno.

Uma vez na capital, se vai em direção ao Leste pela rodovia asfaltada até Farallones, outros 35 km te levam até a vila e finalmente outros 5 km te deixam diretamente na estação Colorado. Pelas condições climáticas, na temporada de inverno é obrigatório o uso de correntes nos pneus para o transito de veículos, que esta devidamente controlada pela polícia de trânsito local. O trânsito de circulação se realiza unicamente em sentido de subida nos horários de 8h até às 14h e se habilita o trânsito para a descida de 14h até às 20h.

Horário: saída desde Edifício Omnium a partir da 8h. A estação de esqui permanece aberta de 9h até às 17h.

Temporada: desde meados de junho até outubro.

Serviços : alojamento, restaurantes, entretenimento, clinica médica, mini-mercado, discoteca, escola de esqui, aluguel de equipamentos.

Portillo

Portillo é o mais famoso e provavelmente também o mais antigo centro de esqui da América do Sul. Somente 40 kilometros separam a base deste centro do pico Aconcágua, o mais alto do hemisfério sul. No coração mesmo da Cordilheira dos Andes, com 2.850 metros sobre o nível do mar, Portillo ou "paso angosto" era o principal passo entre a Argentina e o Chile, transitado primeiro pelas mulas e cavalos e depois pelo trem transandino, que atravessava um dos percursos mais espetaculares sobre os trilhos. Depois que se inaugurou a rodovia internacional, o trem se desativou durante os anos 70, perdendo assim este caminho esta maravilhosa experiência.
Portillo se dedica ao esqui como deve ser. Um divertido grupo de pessoas desfrutando do melhor dos esportes de aventura, em um entorno de alta montanha com um ambiente de esqui relaxante.
Com altura de 3.333 metros do nível do mar,porém a história da região esta também marcada pela Estação de inverno mundialmente conhecida pelos esquiadores. Foi em Portillo onde o famoso Jean Claude Killy obteve suas primeiras medalhas de ouro no Campeonato Mundial de esqui de 1966, e onde também se quebrou o Recorde mundial dos 200 km/h na pista Roca Jack.

Como centro de esqui, Portillo conseguiu sua fama pelas excelentes pistas, a neve "en polvo" (fofa) proporciona as melhores condições para esquiar e fazer snowboard . Com uma media de 7 metros de neve por temporada, e um desnível que pode alcançar os 812 metros, possui 12 meios de elevação e 23 pistas, varias delas sobre grandes poças congeladas de grande extensão de terreno, além de grandes e accessíveis áreas para esquiar fora das pistas.

A fama também esta na escola de esqui, que teve entre seus diretores 4 campeões olímpicos, além de treinar a vários esquiadores premiados.

O centro da atividade está situado no único alojamento da região: O Grande Hotel Portillo. A cada ano é visitado pelos esquiadores que o adotaram como seu refúgio de inverno, o lugar escolhido para encontrar-se com os companheiros de pista, o que lhe outorga a estação uma distinção especial.

Construído a 2890 metros sobre o nível do mar, o hotel esta a um kilometros da alfândega chilena Paso de los Libertadores e a seis kilometros da fronteira Argentina, oferecendo todas as atividades disponíveis pela estação invernal.

Em frente ao hotel na base, você encontrará a lagoa de El Inca, nome dado pela legenda do inca Illi Yunqui e sua amada.


DICAS ÚTEIS:

Como chegar: a 164 km da Capital Chilena, pegando a rodovia numero 5, em direção ao norte, passando 30 km do pedágio, entra no desvio da rodovia 57 em direção aos Andes. Desde daí esta o caminho internacional até a Estação de Portillo.

As rodovias e caminhos apresentam boas condições. Pela altura e pela condição do tempo durante o inverno, é obrigatório o uso de correntes nos pneus.

Temporada: este ano Portillo, abrirá o centro dia 11 de junho e prevê fechar dia 8 de outubro.
Agosto é ideal para os viciados no esqui, que poderão desfrutar apreciando o treinamento das equipes de esquiadores olímpicos.
O inverno e a primavera se confundem em setembro, oferecendo um excelente clima e neve da melhor qualidade.

Clima: agradáveis dias de sol em pleno inverno, com temperaturas que não ultrapassam os -5º C.

Atividades: esqui em suas distintas modalidades e snowboard. 

Serviços: alojamento, restaurantes, aluguel de equipamentos, escola de esqui, creche, academia, piscina de água quente, shows, discoteca, etc.


DICA: TANTO EM VALE COMO EM EL COLORADO VC TEM ACESSO AOS RESTAURANTES E MIRANTES SEM PRECISAR PAGAR NADA. SÓ PAGA SE VC FOR ESQUIAR !!! MAS COMPRE PELO MENOS OS PASSES DOS TELEFÉRICOS !!!!



Alguns Preços de Passeios:

Tour em Valparaíso e Viña del Mar: $30.000
Aluguel de esquis e roupas + transfer para Valle Nevado: $30.000
Aula de esqui + ticket de um dia em Valle Nevado: $41.000 

Dicas do site: Quem desejar fazer a conversão da moeda, acesse a página do site:
CÂMBIO-EXCHANGE

CLIMA:

Santiago possui um clima mediterrâneo. As estações estão bem definidas.

A Primavera entre setembro e novembro tem temperaturas moderadas, que contribuem ao florescimento e reverdecimento de plantas e árvores.

O Verão entre dezembro e fevereiro, é seco e quente com temperaturas que podem sobre passar os 30ºC, as noites são mais frescas. No litoral e nas montanhas as diferenças de temperatura podem ser mais notórias.

O Outono é entre março e maio e as temperaturas diminuem gradualmente.

O Inverno tem temperaturas baixas (abaixo de zero) nas manhãs, subindo em dias com sol mas sem sobre passar os 15ºC.

As chuvas têm início normalmente em abril e alcançam seu máximo entre junho e julho. A média anual de precipitações em Santiago alcança os 384 milímetros.
O legal mesmo é ir ao inverno, já que vc pode aproveitar as estações de esqui, os passeios nas montanhas, etc. E é muito frio lá? Frio é, mas também nada muito fora do normal. No inverno, as temperaturas em Santiago variam de 0 a 15 graus Celsius. Neve é muito rara, mas pode acontecer se vc tiver sorte.
A época das chuvas também é no inverno, o que é ruim, pois é alta temporada. Mas nós ficamos uma semana por lá em julho e não caiu nem uma gotinha de água!
No verão o calor é forte, como no Brasil, mas chove pouco.

HOSPEDAGEM:

Hospedar-se em Santiago, como tudo lá é muito caro, a não ser que vc queira ficar em hostels. Se você preferir hospedar-se no centro, é bom e onde ficam quase todas as atrações turísticas, lojas, etc. No centro vc pode fazer tudo a pé! A cidade é plana e muito menor do que São Paulo, No centro porém só não tem nada para fazer a noite.
Cuidado com os hotéis ou albergues muito baratos! Existem opções por até 9 dólares a diária, mas pesquise muito bem antes de reservar, pois existem lá muitos hotéis antigos e mal cuidados. Pesquise muito bem pra não ter surpresas!

Dicas do site: Particularmente adorei ficar hospedado no Bairro Providencia, cheios de restautantes, cafés, bares, lojas,...
Ele equivale a Ipanema do Rio de Janeiro sem praia, muito bom, vale a pena ficar neste bairro! Durante o dia, com o metrô, você logo chegará no centro da cidade.


COMPRAS:

Prepare seu bolso!! Santiago também é um dos melhores lugares do mundo para fazer compras!! É tudo multo barato lá. Muitas coisas saem mais barato do que comprar nos EUA.
Roupas: Existem 3 grandes magazines espalhados pelo Chile: Falabella, Ripley e Paris.
As três lojas têm várias filiais na cidade e no país e vendem de tudo. Os preços são muitos bons. Mas roupa barata mesmo vc compra na Johnson’s. Esta loja possui filial no centro e nos shoppings. Os preços das roupas são muito baratos! E se vc for em julho, pega as promoções de inverno, aí uma peça que normalmente já custa pouco, vc pode levar 3 pelo preço de uma!! Comprei camisas sociais por R$ 10,00, jaquetas por R$ 15,00, etc. Tudo de qualidade muito boa!!
Prefira fazer compras no centro. Na Paseo Ahumada, o calçadão mais famoso, vc acha de tudo e muito barato!

Tênis: Não compre nas lojas e magazines! Barato mesmo é nos outlets. Na rua Irarrazával, tem os outlets da Adidas e da Nike. Tênis que no Brasil custam R$ 400,00, vc acha por R$ 100 lá!!! Sim, acredite. Reserve um tempo para ir lá. Vale a pena !! É melhor ir de ônibus, pois não há estação de metrô próxima.
Eletrônicos: Para alguns itens de eletrônicos, vale a pena comprar lá também. Nem tudo é muito barato, mas algumas coisas são o mesmo preço dos EUA. Cuidado com a voltagem!! Lá é tudo 220 v.
Aproveite as feirinhas no Cerro Santa Lucia, Cerro San cristóbal e no centro, mas nenhuma delas tem muita coisa. Por incrível que pareça, não é muito fácil achar artesanato no Chile.
A melhor pedida são as banquinhas de artesanato localizadas ao lado da Igreja dos Dominicos. A feira se chama Pueblito de los Graneros del Alba e, com trabalhos típicos em madeira, pedra, tecido, couro e lã, atraem muitos visitantes principalmente aos domingos, quando tem também atrações musicais e comida típica.

Dicas: seguimos a dica de um amigo Chileno e fomos as compras no bairro Patronato ( é o Brás deles). Os preços são bem melhores. Fácil acesso por metro, ônibus.
Os distritos de Bellavista e de Lastarria atraem os visitantes interessados em adquirir objetos de arte, antiguidades e até mesmo artesanato. Em Bellavista o lugar mais procurado é o El Almacén Campesino (rua Puríssima, 303), espécie de cooperativa que reúne diversos artistas. Em Lastarria, por sua vez existem inúmeras lojas especializadas, principalmente ao redor da Plaza Mulato Gil de Castro.
Na hora de comprar em Santiago, a capital do país, resulta indispensável ir ao Pueblito de los Graneros del Alba, encostado à Igreja dos Dominicos. Este pitoresco conjunto de casinhas de adobe agrupa artesões que trabalham a madeira, pedra, cerâmica, couro, vimes, lã, cobre e prata, todo dentro de um ambiente que evoca o campo chileno. Os finais de semana o lugar enche de música, gente e alegria. Não esqueça acercar-se ao Claustro 900, antigo convento, hoje Monumento Nacional, onde se expõem uma variada mostra artesanal.
Principais Centros Comerciais em Santiago
• Las Condes. Ave. Kennedy. É o mais recente, com mais de 240 locais. Conta com um centro de informação turística.
• Parque Arauco. Ave. Kennedy. Aberto todos os dias do ano, com 273 locais, bancos, casas de câmbio, etc. Oferece deslocamentos de graça desde e para os principais hotéis.
Arauco Outlet Mall. Ave. Américo Vespucio, Comuna Maipú, a 5 minutos do aeroporto. È o único centro comercial da América do Sul que oferece interessantes descontos durante todo o ano seduzindo não só locais como também muitos turistas. Tem a facilidade de ficar a cinco minutos do aeroporto.
Visitar o shopping Boulevard del Parque, no Parque Araucano

O Duty Free do aeroporto estava com preços até melhores do que em Santiago ( vinhos principalmente).


CÂMBIO:

A moeda chilena é o peso ($ ou CLP), que se emite em notas de $500, $1.000, $2.000, $5.000, $10.000 e $20.000, e moedas metálicas de $1, $5, $10, $50, $100, $500. Travellers cheques também são aceitos , requerendo-se documento de identificação do titular do cheque p/usa-la


CASAS DE CÂMBIO:

Dica do site: Se você ficar hospedado na bairro Providencia (como eu fiquei) uma boa altennativa de câmbio é na Rua Pedro de Valdivia na altura do número 50. Lá você encontrará 5 ou 6 casas de câmbio literalmente todas juntas. Poderá fazer uma pesquisa sem caminhar. 
Uma boa alternativa é viajar com dólares, praticamente todas as casas de câmbio dão a mesma cotação ou bem próximas.
Outra excelente alternativa para os finais de semana, quando nenhuma casa de câmbio fora dos shoppings estão abertas, é a casa de câmbio localizada no Shopping Mall Panorâmico também no Bairro Providencia - Rua Ricardo de Lyon com 11 de Septiembre - 2ª/sáb. 10h/21h e dom. 11h/20h.

CARTÕES DE CRÉDITO ACEITOS NO CHILE

Visa, MasterCard, American Express, Dinners Club. Amplamente aceitos em hotéis, restaurantes, supermercados, postos de gasolina, locais em todo o país. Caixas automáticos: com sistemas internacionais, se solicita mostrar o documento de identificação ( RG ou passaporte).

(US$1 vale um pouco menos de $300 pesos, em janeiro/2010)

ALFÂNDEGA

O máximo permitido para entrar no país é USD 10.000 , o restante deverá ser declarado.
. As espécies livres de imposto incluem 2 litros e meio de bebidas alcoólicas ou perfume. Não está permitido ingressar frutas, verduras, produtos lácteos , plantas, flores ou animais.
Os animais são permitidos ingressar, mas com suas devidas vacinas e certificados veterinários devendo ser declarado na entrada ao país.
 

Dicas do site

Atenção: Caso você entre no país com algum dos ítens descritos acima, mesmo se for uma semente de alguma planta, está sujeito a penalidades com aplicação de severas multas !!!

Para maiores esclarecimentos, acesse o site do Aeroporto Internacional de Santiago do Chile:http://www.aeropuertosantiago.cl


Clicar: Fotos de Santiago






 

Distâncias entre cidades chilenas:

Antofagasta

Arica

Osorno

Puerto Montt

Punta Arenas

Santiago

Temuco

Valdivia

Ancud

2494

3186

200

95

2393

1117

442

304

Antofagasta

-

711

2300

2401

4492

1377

2052

2218

Arica

711

-

2992

3094

5185

2069

2745

2910

Osorno

2300

2992

-

107

2199

923

249

110

Pucón

2158

2850

235

337

2428

781

107

153

Puerto Montt

2401

3094

107

-

2300

1024

350

212

Puerto Natales

4455

5147

2161

2263

241

3078

2404

2265

Puerto Varas

2385

3078

91

21

2284

1008

334

196

Punta Arenas

4492

5185

2199

2300

-

3115

2441

2303

San Pedro de Atacama

306

692

2587

2689

4779

1664

2340

2505

Santiago

1377

2069

923

1024

3115

-

675

841

Temuco

2052

2745

249

350

2441

675

-

167

Valdívia

2218

2910

110

212

2303

841

167

-

Valparaiso

1328

2020

1029

1130

3221

116

781

947

Viña del Mar

1319

2011

1038

1139

3230

125

790

956






 
free counters




 
   
   
 
  Site Map